O resumo do Pinheiros/SKY na fase de classificação do Paulista

Joe Smith (João Pires/LNB)

Joe Smith (João Pires/LNB)

Foram 14 vitórias, apenas 8 derrotas e a melhor campanha no segundo turno, empatado com o São José/Unimed. Essa foi a fase de classificação para o Pinheiros/SKY, que fechou o segundo turno na quarta colocação, alcançando a vantagem de decidir em casa a vaga nas quartas-de-final.

O começo não foi fácil. Sem Smith (ainda nos Estados Unidos), Shamell (em fase de preparação), Mineiro (Seleção Brasileira) e Toyloy (documentação), o time perdeu na estreia para o XV de Piracicaba (71 x 54). A primeira vitória custou em aparecer, veio na quarta rodada e em grande estilo: mais de 100 pontos no Jacareí (105 x 63). Antes disso, duas derrotas, para Mogi das Cruzes/Helbor (82 x 89) e Vivo/Franca (87 x 83).

O Pinheiros/SKY voltou a perder na rodada seguinte, desta vez para o Palmeiras/Meltex (76 x 88). Mas a virada no campeonato começou logo no jogo seguinte, quando o time bateu o Rio Claro (66 x 86) , fora de casa e ganhou moral para o primeiro clássico do campeonato. Numa partida extremamente equilibrada e emocionante, os pinheirenses derrotaram o Paulistano/Unimed na prorrogação (89 x 93). Logo depois, uma boa vitória sobre  a Winner/Kabum Limeira por 88 x 63.

Com a preparação para a Copa Intercontinental em andamento, o Pinheiros acabou perdendo mais três jogos em seguida, para Sorocaba (85 x 78), Paschoalotto/Bauru (80 x 74) e São José/Unimed (70 x 82), mas todos por poucos pontos, mostrando a melhora no entrosamento da equipe.

No início do returno, foram quarto triunfos seguidos, contra o Mogi das Cruzes/Helbor (73 x 84), XV de Piracicaba (97 x 84), Jacareí (76 x 84) e Sorocaba (89 x 64). A equipe sofreu apenas uma derrota no segundo turno, exatamente para a Winner/Kabum Limeira (77 x 68).

Após a complicada derrota em Limeira, a equipe pinheirense não perdeu mais no campeonato. O time bateu o Paschoalotto/Bauru de virada no último quarto (95 x 91) e passou mais uma vez pelo Rio Claro (90 x 66), antes da disputa da Copa Intercontinental.

A equipe voltou ao Paulista com o objetivo de conseguir alcançar o quarto lugar e assim ganhar a vantagem de decidir em casa na fase de quartas-de-final. O resultado disso foram quatro vitórias dominantes: 98 x 88 contra o Vivo/Franca, 84 x 92 no caldeirão de São José dos Campos, 85 x 78 no segundo Clássico dos Jardins e 86 x 100 no Palmeiras/Meltex.

Campanhas

Vitórias

Derrotas

Primeiro Turno

4

7

Segundo Turno

10

1

Total

14

8

Números

Mogi x Pinheiros - Guilherme Peixinho

Mogi x Pinheiros (Guilherme Peixinho)

O Pinheiros/SKY fez uma primeira fase acima da média. O time pontuou, pegou mais rebotes e deu mais assistências que a média geral do campeonato, além de ter sido o time menos faltoso da primeira fase.

Além de bons números coletivos, o Pinheiros lidera algumas estatísticas individuais, como de enterradas, com o pivô Toyloy, e aproveitamento de lances livres, com Smith. Mas os números serão o assunto do próximo post, que irá ao ar neste sábado.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s