Brenno Blassioli, que será técnico do Pinheiros/SKY no Paulista, fala com a Torcida Pinheirense

Foto: João Pires

Foto: João Pires

Atual campeão Paulista Sub-19, treinador do Pinheiros/SKY na Liga de Desenvolvimento do Basquete e auxiliar técnico da equipe principal, Brenno Blassioli será o técnico pinheirense no Campeonato Paulista de 2014. A informação, dada pelo Diretor do Esporte Clube Pinheiros, João Fernando Rossi, também inclui a disputa do estadual pela equipe Sub-22.

E a primeira entrevista feita pelo Blog Torcida Pinheirense é exatamente com Brenno, que comenta sobre seu trabalho na base e na equipe principal do Pinheiros/SKY. Ele ficou surpreso ao receber a notícia que seria o técnico no Paulista e planeja uma boa atuação do time pinheirense na fase final da LDB.

Como você recebe essa notícia e qual será a importância de ser o técnico no Paulista?

R: Pode se dizer que foi um grande presente de Natal, me pegou de surpresa, pois ainda estamos pra concluir o ano do Sub-22, disputando a final do campeonato. Fiquei muito feliz. 

O Pinheiros está jogando a LDB com uma equipe extremamente jovem, como será o trabalho para o Paulista? A base será a equipe da LDB?

R: Segundo o Rossi (Diretor do Pinheiros), é isso que ele planeja, que a base da equipe seja composta por nosso Sub-22. É claro que temos que seguir o regulamento do Campeonato Paulista Adulto que nesse ano, só era possível jogar no máximo com 4 atletas Sub-19. Porém, alguns dos nossos Sub-19 vão para o adulto ano que vem. Então, teremos 7 ou 8 atletas Sub-22 em condições de disputar o estadual adulto.

O clube fará mais peneiras para aumentar o elenco de base?

R: O clube sempre faz peneiras para a base, temos uma procura grande por atletas de outros clubes e iniciantes para fazerem parte das equipes de base do Pinheiros. Porém, para o Sub-19 e adulto não costumamos a fazer.

Profissionalmente, como você vê essa oportunidade de comandar os garotos em um campeonato adulto?

R: Para mim, é uma grande oportunidade de me firmar como técnico de base e começar a evoluir como técnico de adulto. Pois há uma grande diferença entre administrar Sub-19 e ser assistente do adulto, do que ser efetivamente técnico de uma equipe adulta.

Como você analisa a LDB e a importância dela na revelação de novos talentos?

R: A LDB é de suma importância para o desenvolvimento do basquete brasileiro em geral. É uma categoria que não só prepara atletas para o adulto, mas também prepara técnicos e árbitros. No nosso caso, jogamos contra grandes equipes, jogadores mais fortes fisicamente e mais experientes, além de equipes com diferentes esquemas táticos. Isso nos proporcionou um aumento no nível de intensidade de jogo e motivação para treinos, além de termos que estudar e desenvolver estratégias para podermos suprir nossa falta de experiência e vencer os adversários. Tivemos que sair da zona de conforto! Acho que todas as equipes da LDB passaram por situações que exigiram um esforço extra fisicamente e psicologicamente e isso fez com que as equipes se nivelassem por cima.

Foto: João Pires

Foto: João Pires

Falando da LDB desta temporada, como o Pinheiros vai encarar essa última fase do torneio?

R: Nós entramos na LDB como uma equipe jovem que estava ali com o objetivo de apenas participar e evoluir. Porém nossa evolução foi tamanha, que jogamos de igual pra igual com todas as equipes, inclusive vencemos equipes favoritas e acabamos nos classificando em quarto lugar no geral para as finais. Hoje, já acreditamos em disputar o titulo. Vai ser uma fase muito equilibrada e difícil, mas já se pode dizer que jogamos como adultos e não mais como jovens.

Da LDB, Lucas Dias, Humberto, Wesley, Pedrinho e Caboclo já atuam com o time adulto, como você analisa a evolução desses jogadores?

R: Por eles estarem treinando sempre com jogadores como Leandrinho, Shamell, Rafael Mineiro e etc., constantemente, precisam elevar o nível de competitividade e intensidade para atacar e marcar esses jogadores mais experientes. Desta forma, aprendem e evoluem muito mais rápido do que se estivessem jogando com jogadores do mesmo nível ou menos experientes. Por isso a evolução destes foi muito grande em todos os aspectos do jogo.

Foto: João Pires

Foto: João Pires

E para encerrar, como você analisa, até aqui, a temporada da equipe adulta, com a participação no Intercontinental, Paulista e o começo deste NBB?

R: O Pinheiros/SKY, liderado pelo Rossi e o Cláudio (Mortari) junto com a SKY, deixou de ser uma equipe de nível nacional para ser uma equipe de nível internacional e umas das favoritas para o NBB. Esse ano com a adição do Leandrinho ao elenco, nos torna uma equipe favorita ao titulo de qualquer campeonato que disputarmos a nível nacional e internacional. Ano que vem, vamos defender nosso titulo da Liga das Américas e vencendo espero, teremos outra oportunidade de jogarmos com o campeão da Europa. Esse ano a Copa Intercontinental nos deu proporcionou uma experiência muito grande não só para o Pinheiros, mas para todo basquete brasileiro. Precisamos desse intercâmbio com Europa e Estados Unidos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s