Especial 2013: Ano novo, vida nova

(Luiz Pires/FotoJump)

Foto: Luiz Pires/FotoJump

O ano novo começa em janeiro para o mundo quase inteiro. Mas o ano novo do basquete tem outra data: 1º de agosto, que é quando é dada a largada para mais uma temporada de muitas cestas, tocos, assistências e jogadas espetaculares.

E o Pinheiros não sabia, mas em apenas quatro meses o time viveria as emoções de uma temporada inteira: jogadas sensacionais, reforço de NBA, dois jogos no mesmo dia, vitória no Paulista Sub-19, começo ótimo no Novo Basquete Brasil e a disputa da Copa Intercontinental de Clubes.

Campeonato Paulista

Foto: João Pires

Foto: João Pires

Começando e terminando com polêmicas, o Campeonato Paulista 2013 seria mais longo e teria mais jogos que no ano anterior. E de quebra, sua data de estreia foi antecipada, o que acabou prejudicando a preparação de várias equipes que acabaram começando mal o certame. O Pinheiros mesmo não conseguiu um bom ritmo no primeiro turno e perdeu algumas partidas.

E a equipe pinheirense também se utilizou do estadual para se preparar para um dos torneios mais importantes de sua vida: a Copa Intercontinental da FIBA, de volta após 17 anos. O torneio seria realizado em dois jogos, ambos em Barueri, no bonito Ginásio José Corrêa.

Após a disputa contra o Olympiacos, os pinheirenses voltaram a atenção para o estadual e fizeram um segundo turno quase perfeito, terminando a fase de classificação na quarta posição e ganhando o mando de quadra nas quartas-de-final, que seria disputada contra a boa equipe do Mogi das Cruzes/Helbor.

A classificação contra Mogi veio apenas numa suada vitória na quinta partida. Para as semifinais, o Pinheiros teria um adversário muito conhecido: o Paulistano/Unimed, rival nos dois anos anteriores na mesma fase do campeonato. Nas duas temporadas anteriores, os pinheirenses venceram os clássicos e foram à final, mas desta vez o time do Jardim América levou a melhor, deixando o Pinheiros com o bronze no torneio.

Novo Basquete Brasil

Foto: Ricardo Bufolin/ECP

Foto: Ricardo Bufolin/ECP

O dia da eliminação do Pinheiros no Campeonato Paulista foi marcante para o basquete brasileiro. Dois jogos foram marcados para o mesmo dia: a abertura do NBB, com tabela publicada com antecedência e a semifinal do Paulista. Esse fato se repetiu com as equipes de Franca e Bauru, ocasionando um protesto dos jogadores, que desperdiçaram duas posses de bola cada no início da partida para pedir melhorias no calendário.

Superada a derrota da estreia, o Pinheiros engatou uma série de vitórias, foram cinco, ao todo, incluindo uma vitória contra Bauru no interior paulista, um triunfo dominante sobre o atual campeão Flamengo e um jogão incrível decidido na prorrogação contra o Basquete Cearense no ‘Clássico SKY’.

Na última partida do ano, o Pinheiros conseguiu uma importante vitória contra o Palmeiras/Meltex. Com uma atuação excelente da equipe e 8 tocos de Morro, o time encerrou o primeiro semestre da temporada, o segundo do ano, com um saldo positivo e força para começar bem o ano que está para chegar.

Copa Intercontinental

Samuel Vélez

Samuel Vélez

E expectativa do Pinheiros para a temporada mudou quando a equipe teve a confirmação da FIBA, a Federação Internacional de Basquete, que a decisão mundial seria retomada. O campeão das Américas enfrentaria o melhor time da Europa e atual bicampeão da Euroliga, o Olympiacos da Grécia.

Para divulgar o campeonato, os pinheirenses foram a várias escolas de Barueri e tiveram um contato muito grande com as crianças da região. Encantados com a presença do Pinheiros, as crianças brincaram muito com os americanos Shamell e Smith, tiraram muitas fotos e pediram autógrafos.

E elas estavam nas arquibancadas do Ginásio José Corrêa, naquele que foi um dos momentos mais importantes da história do basquete do Esporte Clube Pinheiros. Os jogos foram bem disputados e a organização do evento foi muito boa.

A falta de intercâmbio com o basquete europeu acabou fazendo a diferença e destacou a diferença do jogo da equipe grega. Liderado pelo armador Spanoulis, o Olympiacos levou a melhor nas duas partidas, ficando com o título mundial. Mas isso não apagou a boa atuação do Pinheiros, muito elogiado pelos gregos que fizeram a festa com a comunidade helena de São Paulo, presente no ginásio.

Jogadas incríveis

A torcida do Pinheiros tem motivos de sobra para ficar feliz. O time jogou bem o Mundial e faz uma participação muito boa no NBB, ocupando atualmente a segunda colocação na tabela. E várias jogadas neste ano fizeram a arquibancada do Ginásio Henrique Villaboim vibrar. Teve de tudo: cesta do meio da quadra, festival de tocos, chute de 3 no estouro do relógio, enterradas. Confira nos vídeos!

8 tocos de Morro:

Cesta de 3 de Leandrinho:

Enterrada de Leandrinho:

Cesta incrível de Tavernari do meio da rua:

Assistência incrível de Leandrinho para Shamell:

Pinheiros Campeão Paulista Sub-19:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s