Pinheiros/SKY joga por uma vaga no Final Four da Liga das Américas

Grupo F sem horário

Prestes a participar da fase semifinal da Liga das Américas, o Pinheiros/SKY entrou na reta final da temporada 2013/2014 do basquete, que começou em agosto do ano passado. A equipe já enfrentou dois campeonatos com os principais jogadores obteve dois bons resultados: o terceiro lugar no Campeonato Paulista e o vice-campeonato na Copa Intercontinental de Clubes. Outros grandes resultados do clube foram alcançados pelas suas categorias de base, vencendo o Campeonato Paulista Sub-19 e sendo medalha de bronze na Liga de Desenvolvimento do Basquete.

No NBB, os pinheirenses fazem uma ótima campanha. Mesmo restando ainda seis rodadas para completar a primeira fase, a equipe já está -classificada para os playoffs, ao menos para as oitavas-de-final. O time ainda joga para permanecer no G-4, que dá vaga direta às quartas-de-final.

Para obter a vaga entre os primeiros do NBB, o Pinheiros/SKY depende apenas das próprias forças e terá uma ajuda dos confrontos diretos entre os times que tentam ficar entre os líderes, como as partidas entre Uniceub/BRB/Brasília x Paulistano/Unimed e Flamengo x Winner/Kabum/Limeira.

Até o fim do nacional, os pinheirenses encaram esta sequência: Liga Sorocabana e Paulistano/Unimed fora de casa, Icatu/Minas e Espírito Santo Basquete em casa e fecha atuando mais duas vezes longe de casa, contra Palmeiras/Meltex e São José/Unimed.

Após a fase inicial da competição brasileira, o Pinheiros/SKY ainda jogará de 7 a 16 partidas de playoff e paralelo a isso, há o difícil desafio de manter a coroa de Rei das Américas. O time disputa neste fim de semana a chave semifinal da Liga das Américas em Montevidéu, no Uruguai e busca uma vaga no grande Final Four. Assim como na primeira fase, a Torcida Pinheirense preparou um breve resumo do que o time do Jardim Europa irá enfrentar para manter seu reinado continental.

Regatas Corrientes

Calderón diante do Marinos. Foto: Samuel Velez

Calderón diante do Marinos. Foto: Samuel Velez

Nada fácil: o primeiro desafio é contra o representante argentino, o Regatas Corrientes. A equipe caiu no grupo da morte do torneio junto a Uniceub/BRB/Brasília, Marinos da Venezuela e Halcones de Xalapa, do México. Na estreia, vitória diante dos brasilienses: 80 x 78. Na segunda partida, a equipe de Corrientes perdeu para o Marinos, onde Shamell já jogou, por 95 x 93. Precisando da vitória para avançar, o Regatas atropelou o Halcones por 63 x 84 e se classificou para as semifinais.

O time também se reforçou e trouxe o pivô norte-americano John Ofoegbu, que estava jogando na segunda divisão da França. Os pinheirenses devem ter cuidado com o armador Phillip Hopson, que apesar do nome é argentino. Outro destaque da equipe é Martinez Miranda, que tem 53% de aproveitamento na linha de 3 pontos, além de tomar muita precaução e arrumar os bloqueios com os rebotes do pivô Romano. Para Javier Martínez, a equipe está em um grande momento, “especialmente confiante, já que alcançar nossos objetivos sem Paolo Quinteros faz com que a equipe fique mais forte mentalmente. Estamos em um bom caminho”, completa.

Aguada

A torcida do Aguada faz um verdadeiro caldeirão. Foto: Samuel Velez

A torcida do Aguada faz um verdadeiro caldeirão. Foto: Samuel Velez

Os uruguaios do Aguada serão os donos da casa e o encontro diante deles será o segundo compromisso do Pinheiros/SKY. A promessa é de que a equipe repita o caldeirão da Liga Sul-Americana, quando a torcida se destacou e ajudou o time a alcançar a final após vitória de virada sobre o Paschoalotto/Bauru.

Segundo o ala/armador Leandro Morales, “será um grupo muito duro, são equipes muito acostumadas com competições internacionais e todas elas já ganharam títulos internacionais. Teremos que jogar partidas perfeitas se pretendemos passar para as finais. Acho que a partida mais importante é a estreia, depois veremos nossas chances”, explica o jogador ao site da Fiba Américas.O Aguada está invicto e venceu o grupo que continha Unitri/Magazine Luiza, Leones de Ponce, de Porto Rico, e o Lanús, da Argentina.

Capitanes de Arecibo

O Capitanes mostra uma grande força no ataque. Foto: Samuel Velez

O Capitanes mostra uma grande força no ataque. Foto: Samuel Velez

A equipe pinheirense fecha a participação no grupo enfrentando o Capitanes de Arecibo e deve reencontrar o pivô paraguaio Guillermo Araújo, campeão das Américas com o time do jardim Europa no último ano. O duelo contra a equipe do Caribe pode ser decisiva para a classificação. Um dos destaques do time é Vassalo Colon, que teve média de 26 pontos nas três partidas da primeira fase.

Classificado a partir do Grupo D, do Flamengo, a equipe do Capitanes promete mais uma vez dar muito trabalho. O técnico David Rosário disse após a classificação para as semifinais que “o objetivo sempre foi se classificar e por isso o time está na Liga das Américas”, mas certamente a equipe de Porto Rico é forte e uma das candidatas ao título da competição. Será um ótimo reencontro com o Pinheiros/SKY, que venceu o embate no Final Four de 2013.

Horários e datas dos confrontos nos canais Fox Sports e Fox Sports 2:

Sexta-feira, 7/3:
19h – Regatas Corrientes x PINHEIROS/SKY
21h15 – Aguada x Capitanes de Arecibo

Sábado, 8/3:
19h – Capitanes de Arecibo x Regatas Corrientes
21h15 – PINHEIROS/SKY x Aguada

Domingo, 9/3
19h – PINHEIROS/SKY x Capitanes de Arecibo
21h15 – Aguada x Regatas Corrientes

Anúncios

Um comentário sobre “Pinheiros/SKY joga por uma vaga no Final Four da Liga das Américas

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s